Cobrança Indevida de Marcas e Patentes
16468
single,single-post,postid-16468,single-format-gallery,ajax_updown,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2,vc_responsive

Boleto Anual de Marcas e Patentes – Não Pague!

Boleto Anual de Marcas e Patentes – Não Pague!

fraude-cobrança-indevida

Cobrança Indevida

Estelionatários continuam a agir junto aos comerciantes da Cidade realizando cobrança indevida. Além de golpes, muitos têm recebido cobranças indevidas. Portanto, ao receber boletos de procedência duvidosa, mesmo contendo o nome da marca e da empresa a qual se refere , alertamos para não efetuar qualquer pagamento antes de verificar a procedência da dívida junto ao seu contador.

Muitas empresas procuram se fazer de entidades oficiais para confundir a cabeça do empresário e assim realizar cobrança indevida usando nomes do tipo:  “Agência”, “Agência Brasileira”, “Agência Nacional”, “Anuário”, “Arquivo Nacional”, “Assessoria Brasileira”, “Associação Nacional”, “Banco de Dados”, “Cadastro Nacional”, “Catálogo”, “Central Brasileira”, “Confederação Nacional”, “Federação”, “Informativo Nacional”, “Publicação Anual”, “Publicação de Marcas”, “Real Brasil Publicação de Marcas e Patentes”, “Revista Anual”, “União Brasileira”, “União Nacional”, “União”, e outras denominações semelhantes.

O INPI comunicou recentemente em seu site que nenhuma empresa pode cobrar em seu nome e que não existe taxa anual para o registro da marca ou cobrança de taxa para a validação de andamento de processos e registro de marcas.

Um outro golpe muito comum é o “golpe do título protestado”. As vítimas são comunicadas sobre a existência de dívidas em tabelionatos, através do telefone por pessoas que se identificam como funcionários dos cartórios e que informam que o não pagamento resultará no bloqueio da conta bancária e também do CNPJ da empresa.

Os cartórios não enviam avisos de protestos por e-mail e também não comunicam via telefone. No caso de e-mail, a orientação é nunca acessar links ou abrir qualquer arquivo anexado com a mensagem.

Referência: Site INPI

No Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: